top of page

Quando o dinheiro diz não.


O dinheiro já me disse não várias vezes, me lembro de uma vez que eu e meu irmão fomos comprar uma bicicleta e quando chegou na loja minha mãe só podia comprar uma, meu irmão ficou com a dele e fui embora sem e com a promessa de que minha mãe compraria no próximo mês. Naquela época eu achei que minha mãe é quem não queria comprar, não entendia muito bem a matemática do dinheiro, hoje eu posso imaginar a dor que ela sentiu quando não conseguiu comprar a minha bicicleta. Justamente por que depois que você cresce o dinheiro vai continuar te dizendo não infinitas vezes, afinal nem tudo que você quer você vai ter. Isso é obvio certo? Nem tanto e é sobre isso que eu conversar com você. Era outubro de 2019, eu era recém-casada e tinha descoberto a menopausa precoce e a infertilidade no nosso casamento, nosso médico nos orientou a fazer um tratamento para amenizar as causas e manter a saúde em um corpo jovem. A fase inicial custava R$ 700,00 e naquele momento nós não tínhamos esse dinheiro, lembro de pedir aos meus pais, depois ao meu gestor na empresa e nenhum deles poderia emprestar naquele momento.

Olhei para o meu marido e lembrei daquela cena em que eu ia embora sem a bicicleta, mais uma vez o dinheiro estava dizendo não para nós, só que dessa vez a dor era maior. Os pensamentos que viam na minha mente eram dos mais variados possíveis.

· Somos dizimistas

· Meus pais poderiam nos ajudar

· A empresa em que eu trabalho não me valoriza

· Não temo como pagar um tratamento, é saúde!

Eu queria culpar qualquer um, meus pais, a empresa até mesmo Deus, mas a grande culpada do motivo que dinheiro dizer não, era eu mesma. Como é duro reconhecer isso, mas não tem outra pessoa que possa assumir esse lugar.

A minha má administração financeira me fez chegar naquela situação, a falta de cuidado com aquilo que Deus me confiou me fez chegar até aquele momento. E assim que eu aprendi um dos maiores ensinamentos em relação a dinheiro.

· Não deveria ser o dinheiro que diz sim ou não.

· Não deveria ser o dinheiro que escolhe por você

· Não deveria ser o dinheiro que estabelece os limites na sua casa

O dinheiro não é o seu senhor. Só existe um único Senhor, Cristo o Deus vivo e é a Ele que nós servirmos. O dinheiro é e deve ser o seu servo. “Não podeis servir a Deus e ao dinheiro” (Lc 16,13)

Não é ele quem dita as regras na sua casa, família e vida.

Talvez você se pergunte agora, mas como? A resposta é simples, seja um bom administrador das suas finanças. Não negligencie essa área da sua vida e não espere que o dinheiro diga não mais uma vez. Ao invés disso o lidere.

Nós pagamos o tratamento naquele mês, demorou alguns dias pois o meu esposo teve que colocar o relógio a venda para conseguir o dinheiro. A graça e fidelidade de Deus nos constrangeu naquela manhã, no mesmo dia em que agendamos o tratamento conseguimos a fazer a venda e pagamos o médico com lagrimas nos olhos.

Esse favor de Deus também foi pedagógico para nós. Ali aprendi uma lição do Senhor que quero carrego até hoje e quero ensinar aos meus filhos que é a boa administração financeira, aquela que que Glorifica a Deus e trata o dinheiro como deve ser tratado, como um servo.

Aliás no Natal do ano passado ele serviu para uma grande surpresa, sabe o relógio que o meu esposo vendeu para pagar meu tratamento? Comprei um de presente para ele, foi emocionante viver na prática uma boa administração financeira e a fidelidade de Deus sobre as nossas vidas.

Esse texto é apenas um despertar, se você tem alguma dificuldade com isso, procure ajude de um profissional e resolva essa área da sua vida. Eu coloquei aqui alguns passos práticos que podem auxiliar nessa jornada. 01- Ao invés de gastar e depois descobrir que gastou demais. Estabeleça orçamentos reais em conjunto com a sua família, de preferência abaixo do padrão de vida que você pode viver.

02- Ao invés de reclamar que nunca sobra dinheiro para nada. Saiba quanto custa os sonhos da família e entenda qual a quantia deve ser poupada mensalmente para realiza-los

03- Ao invés de fugir das finanças e esperar o não dinheiro no final do mês. Inclua na sua vida uma rotina financeira, um dia da semana exclusivo para olhar para as suas finanças e refletir se tens sido um bom administrador Minha oração é que você seja despertado para estudar sobre a boa administração financeira a luz das escrituras e aprenda a dizer sim e não para o que for importante para você e sua família.


10 visualizações

Comments


bottom of page